a originalidade – vinicius ferreira barth

sair matando não é novo
e nem anjinhos naked
       o olimpo
não é novo eu nunca disse
                   que era o novo
não é avant-garde e nem penico
o novo não é

e o corpo as letras o sadismo
não são novos
nem moderno ou marte com beatriz
                    num chevette é novo
jesus em hd
             e pixels cimentados em muralhas estrangeiras
                         no máximo é de novo

e o que querem de mim não é mais novo
que uma pequena lâmpada acendendo
na cabeça de Deus pai

*ando tendo uns problemas com a diagramação dos poemas no blog, seja publicando diretamente pelo WordPress, seja utilizando o Windows Live Writer. De qualquer modo, a leitura não fica prejudicada, e fica próxima do que eu propus originalmente.
Vinicius Ferreira Barth