SAUDADES DO CALIFADO – bernardo lins brandão

para Bruno Gripp

 

SAUDADES DO CALIFADO
disse-me um renunciante em uma tarde de outono

o sol se punha
a lua e as estrelas
como um punhado de conspiradores
que tomam o poder na ausência do rei
apareciam aos poucos

o dervixe me ofereceu um pouco de vinho
e partiu

bernardo brandão